CONTATO

contato@aplconsultores.org     

+55 (31) 99641-1560         

Viçosa, Minas Gerais                  

        

O que é ser um empreendedor?

 

 

 

 

Vamos começar o texto de hoje com uma breve reflexão. Olhe para si mesmo e responda o que é, para você, um empreendedor. O que esta palavra lhe traz a cabeça? Você poderia dar um exemplo de empreendedor? Vamos dar uma pausa para pensar nisso... pronto?

 

A Harvard Business School define empreendedorismo como “a busca incansável por oportunidades, independente dos recursos disponíveis; (...) o empreendedorismo é um processo por meio do qual as pessoas perseguem oportunidades, usam recursos e iniciam mudanças para criar valor”.

 

Veja bem,​​ a ideia é muito simples. O empreendedor é aquela pessoa atenta, que vê um problema ou dificuldade com um olhar diferente: o de uma oportunidade, uma chance de fazer algo diferente. Isto independe dos recursos que estão disponíveis, e a solução gerada traz um valor. Veja bem, o termo valor pode ser relativo a características tangíveis, como dinheiro e bens materiais, ou intangíveis, como o valor sentimental, cultural ou artístico. 

 

Assim, empreender pode ser colocar em prática todas aquelas ideias geniais, pequenas ou grandes, que lhe ocorrem frente aos problemas do dia a dia. Parece fácil, não? Para aqueles que se perguntam se isso é tão simples assim, podemos fazer outras perguntas: fazer trabalho voluntário é fácil? Praticar uma religião é fácil? Manter contato com amigos e familiares distantes é fácil? Para algumas pessoas estas questões sequer já passaram por suas cabeças. Para outros, um dilema constante. A questão é que, assim como trabalhar por uma causa sem ganho material, manter uma relação boa com pessoas que estão longe ou seguir à risca uma religião ou filosofia de vida, ser empreendedor é um estilo de vida. Algumas pessoas são empreendedoras natas, transformam detalhes simples todos os dias. Para outras, como eu, por exemplo, isso exige constante reflexão e muito, muito autoconhecimento. 

 

Ser empreendedor é fazer acontecer, mesmo que seja algo aparentemente simples. E o melhor disso é que há várias esferas de nossas vidas em que podemos empreender. Por exemplo, você pode empreender em sua vida pessoal, fazendo aquela tão sonhada viagem que é adiada todo ano por pura procrastinação. Você pode empreender na sua casa, reformando com sua criatividade algum móvel cuja aparência não lhe agrade mais; ou ainda no trabalho, mesmo sendo um funcionário público, criando um ambiente amistoso e criativo, ou dando alguma sugestão de melhoria para processos simples, mas dispendiosos. 

 

São pequenas ações, dia após dia, que vão transformando o ambiente de trabalho, familiar e até o relacionamento com as pessoas. E antes que você diga “sou conservador demais”, quero que saiba que qualquer um pode ser um empreendedor, pois cada pessoa tem um perfil diferente, não há uma regra a ser seguida. Basta querer. Há vários exemplos disso. Temos a jovem sonhadora Bel Pesce; o resiliente que acreditava ter perdido tudo, Lars Grael; o jovem que acredita em meritocracia,  André Esteves; e aquele com a carreira já estabelecida que mudou radicalmente de vida para fazer o que ama, Gustavo Reis. Todas estas pessoas têm algo em comum. Viram uma oportunidade em suas vidas, acreditaram nela, usaram sues recursos da melhor forma possível e conseguiriam chegar aonde queriam, levando muitos tombos. Isto é empreender.

 

É claro que não podemos acreditar e insistir em um erro. É por isto que devemos sempre buscar conhecer a nós mesmos e aprender coisas novas sempre, buscando reinventar nossas ideias e sonhos. Para isto, selecionei uma lista de livros que me ajudaram a me reinventar. Por que você também não embarca nesta jornada?

 

Boa sorte, empreendedores! 

 

"As Conexões Ocultas" Fritjof Capra

 

 

Quando fui apresentada a Fritjof Capra a sensação que tive foi a de perder um cabresto que direcionava minha visão para apenas um ponto. Neste livro o autor nos mostra como a vida, em todos os seus níveis, está interligada por redes complexas. Uma boa para aqueles cansados do velho pensamento cartesiano e para provocar um novo olhar para o mundo a nossa volta.

 

 

 

 

 

 

 

 

“Quente, Plano e Lotado”, Thomas L. Friedman

 

 

Não poderia de deixar de colocar aqui este livro. Para aqueles que tem interesse em ver de uma forma diferente as relações entre negócios e meio ambiente, com várias provocações atualíssimas dentro do tema sustentabilidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Felicidade”, Eduardo Giannetti

 

 

Acredito que este livro seja obrigatório a qualquer mero mortal que tenha interesse em refletir sobre questões fundamentais relacionadas à economia. O autor traz de forma inteligentíssima vários diálogos com extensa bibliografia para refletirmos sobre por que mesmo com tantos avanços, ainda não vivemos em uma sociedade plenamente feliz. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“O Poder do Hábito - Por Que Fazemos o Que Fazemos na Vida e Nos Negócios”, Charles Duhigg

 

 

E, para finalizar, uma leitura um pouco mais light do que os anteriores. Neste livro, Duhigg mostra como é possível mudar velhos hábitos (ou criar novos), mostrando como temos o poder de transformarmos nossas próprias vidas, de forma prática, para alcançarmos êxito em nossos objetivos pessoais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jéssica Ferreira Rohden

Consultora - APL Capacitação & Consultoria

 

Please reload

Featured Posts

Assembleias Gerais em Cooperativas: O que são?

February 8, 2015

1/2
Please reload

Recent Posts
Please reload

Search By Tags
Archive